Biografia sem censura e não autorizada d’Os Simpsons

Publicado: 6 de agosto de 2010 em Livros, Nerdices
Tags:, ,

Howdy?!

Creio que é desnecessário apresentar essa família que tanto amamos. É o desenho animado que está sendo exibido desde 1989, são 464 episódios traduzidos para 45 idiomas em 90 países, possui 21 temporadas e 1 longa para o cinema.

O meu amor por esta série animada é totalmente sincero. É uma série com um humor muito inteligente, ácido, tem personagens cativantes, fora outras inúmeras qualidades.

Então num belo dia eu estava lendo a revista Super Interessante (SI) do mês de Agosto e vi uma notícia maravilhosa. Um biografia sem censuras e não autorizada da série acaba de ser lançada. E só agora, depois de 21 anos que teremos acesso aos maiores segredos da série.

Na matéria da revista, já vemos coisas bastante interessantes, algumas coisas eu já sabia, e logicamente o pessoal da SI não iria revelar o melhor do livro em suas páginas.

Existem fatos sobre a série que creio que muita gente já sabia como:

– Os nomes dos personagens, exceto o de Bart, são os nomes dos pais e irmãs do Matt Groening. Homer, Marge, Maggie e Lisa são os nomes do Pai, Mãe e irmãs do autor.

E outro fatos não são tão conhecidos assim, como:

– Os Simpsons foram criados num guardanapo e enviados para a Fox como prêmio de consolação.

Isso mesmo, prêmio de consolação. O próprio Groening não levava fé na série. E ele fez isso por que tinha recusado antes uma proposta da Fox, para transformar a sua primeira criação em uma série animada.
A série em questão era chamada de Life in Hell, não era bem uma série, era uma tira em quadrinhos publicada em revistas alternativas.

Life in Hell consistia na vida de um casal gay e um coelhinho chamado Binky, que tem um filho bastardo que tem uma só orelha chamado Bongo.

Vejam essas imagens:

Matt Groening é excelente no humor ácido. Mas por incrível que pareça não é ele o responsável pelo sucesso d’Os Simpsons.

O principal responsável pelo sucesso é o roteirista Sam Simon (o cara na imagem acima), que praticamente redesenhou todos os personagens e colocou neles suas principais características. Ele que criou o palhaço Krusty, baseado num palhaço bonzinho que o Groening assistia na TV quando era criança, o Rusty Nails. O Sam Simon foi quem o transformou numa figura depravada.

Apesar do Matt Groening ser  criador dos personagens principais, ele era ignorado pela equipe de criação, por ser considerado estúpido. Ele podia até ser bom com o Life in Hell, mas quando tentava desenvolver algo voltado para Os Simpsons, era muito sem graça, estúpido demais.

Aí você pode perguntar: Quem faz os roteiros dos episódios?

Você ficará impressionado, mas os principais roteiristas da série não são comediantes ou pertencem a qualquer outra profissão relacionada ao humor. Pelo contrário, 99% dos roteiristas são da simplória Universidade de Havard. Exatamente o que vocês leram, de Havard. Os roteiristas são Físicos, Químicos, Advogados, Matemáticos, formados em Literatura, etc. O requisito para ser contratado é apenas ser engraçado e saber escrever piadas. Na época foi uma inovação na forma de se fazer televisão, e foi o que deu aos Simpsons as piadas sofisticadas com referências a questões culturais, sociais e políticas.

O peso dos roteiristas/cientistas da série é tanto que uma das celebridades que mais apareceu (4 vezes) foi Stephen Hawking.

E não pense que a tradição de contratar gente de Havard acabou. O roteirista Matt Warburton tem o diploma de Neurociência Cognitiva, o diretor Al Jean é Matemático, e o redator Bill Odenkirk é doutor em Química pela  Universidade de Chicago. Você já percebeu que os redatores já incluíram várias piadas de teor científico na série?

No 21º episódio da 6ª temporada, Lisa tenta criar uma máquina moto-perpétuo. E Homer diz: “Lisa, nesta casa obedecemos às leis da Termodinâmica.”

Gente o fato é que Os Simpsons é uma série que marcou toda uma geração, um humor inteligente, uma série polêmica. Tanto que o governo brasileiro proibiu o episódio em que eles vem ao Brasil, de ser exibido em rede nacional, e no dia que a Fox (Canal de TV por assinatura) exibiu, ficava passando uma mensagem durante os comerciais, dizendo que ela não concordava com o que o episódio passava a respeito do Brasil, que o conteúdo exibido era de responsabilidade dos idealizadores. Abaixo, uma imagem do episódio ( e o nome do orfanato é realmente em português, aliás o que aparece escrito enquanto as personagens estão no Brasil é em português).

Você pode pensar também que a produção da série trabalha numa harmonia sem precedentes. Mas não foi sempre assim, já tiveram inúmeras confusões entre dubladores, roteiristas, gente já passou a perna em amigo, dubladores foram trocados, processos na justiça, etc.

Tudo sobre os Simpsons, você encontra nessa biografia que tem tudo para ser um grande sucesso. Eu espero que saia uma versão em português para que outras pessoas saibam como a série acontece. Tenham acesso aos segredos mais obscuros possíveis de serem revelados.

Se não tiver uma versão em português, vai ser uma pena, pelo menos a minha eu garanto e quem souber ler em inglês eu posso até pensar em emprestar. E fora que você pode adquirir a sua também, ela está a venda no site da Amazon.

Por hoje é tudo pessoal. Espero que tenham gostado.

I LOVE THE SIMPSONS !!!

Para mais posts interessantes acesse o novo Nerdices e Afins, O BobNerd.

comentários
  1. […] Biografia sem censura e não autorizada d’Os Simpsons […]

  2. Andhora disse:

    I LOVE THE SIMPSONS !!! [2]

    Considero Os Simpsons uma das melhores séries de TV já feitas… Esse livro deve ser o máximo mesmo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s